From the blog

UM PRETO – experimento cênico

 

Descrição

A liberdade é um fator originário para a vida ser de fato vivida. Se não afronto a verdade não afrontamos nada. Se faz necessário sacudir as evidências, tornar visível o que é visível, desfamiliarizar aquilo que nos parece obvio.

Na tentativa de redimensionar existências negras no mundo é criado uma performance entre [teatro-dança-música] que estabelecem um diálogo como um único corpo que quer ativar escutas e criar outras reverberações de negritude.

UM PRETO surgi como palavra como corpo como sonoridade e tudo isto se dissipa e reorganiza através da linguagem.

“Quando se tem só o corpo como território, você não tem nada a perder. “

Viviane Araújo

 

Sinopse

Quantas possibilidades de pretos vivem dentro de mim?

Como o poder me constitui?  Como redimensionar minha existência negra em um mundo branco? A partir destas e outras perseguimos em formas de como articular uma resposta  através da linguagem. A insurgência negra passa pela estrutura do pensamento  e assim surgi UM PRETO.

 

Ficha técnica

Direção e dramaturgia: Oládélè

Direção de movimento: Léo Garcia

Direção musical: Carlos Felipe

Atuação: Oládélè, Léo Garcia e Carlos Felipe

Pesquisa de materialidades da cena: criação coletiva

Trilha sonora: João Vasconcelos

Iluminador: Allan Calisto

 

Vídeo

 

Fotos

X